quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Prédio que reflete o sol vira ameaça


Um novo arranha-céu de Londres, apelidado de walkie-talkie, tem sido alvo de críticas e protestos pelos moradores da cidade. E não é para menos, pois a arquitetura do prédio está causando transtornos. Isso porque a sua estrutura espelhada e curvada reflete os raios do sol com muita intensidade, atingindo uma área de tamanho razoável em uma calçada próxima à construção.

Essa reflexão de grande intensidade, que atinge a Rua Eastcheap, é tão forte que chegou a derreter as partes de um carro que estava estacionado próximo a essa calçada. O proprietário do Jaguar preto atingido pelos raios, Martin Lindsay, estacionou o automóvel na última quinta-feira à tarde naquela rua. Quando ele voltou cerca de duas horas depois, encontrou partes de plástico rígido de seu carro, incluindo o espelho retrovisor e painéis, derretidas. O.o



O Sr. Martin disse que estava andando pela rua tranquilamente e viu um fotógrafo tirando fotos de seu carro. Então ele perguntou o que estava acontecendo e o rapaz disse: “Você viu esse carro? O dono não vai ficar feliz com isso”. E ele respondeu: “Eu sou o dono! Caramba, isso é horrível!”, comentou o proprietário.


De acordo com informações divulgadas na BBC News, os responsáveis pelo prédio “walkie-talkie” de 37 andares, que tem o nome oficial de 20 Fenchurch Street, pediram desculpas ao ocorrido e disseram que vão pagar pelos danos causados no carro. Porém, o problema todo ainda não estava resolvido. Afinal, se o reflexo derreteu partes de um carro, imagina o que pode fazer com a pele ou os olhos de uma pessoa????

O brilho excessivo causado pelos raios já estava incomodando os pedestres que passavam pela rua atingida. Em uma declaração conjunta, os responsáveis pela construção disseram que estão cientes das preocupações em relação à luz refletida e tomarão as medidas necessárias para sanar o problema.

O arquiteto responsável pelo projeto côncavo do prédio é o uruguaio Rafael Vinoly, que também criou o Vdara Hotel em Las Vegas, o qual sofreu problemas similares aos de walkie-talkie. O prédio ainda está em processo de construção e, provavelmente, terá de sofrer algumas modificações. A questão que preocupa é que é impossível corrigir o problema sem mudar a fachada do prédio ou derrubá-lo. E com a mudança do ângulo do sol a medida em que o ano passa, o ponto de foco do raio concentrado pelos espelhos do Walkie-Talkie, aos poucos, mudar de lugar.

Inicialmente, foram suspensas três áreas de estacionamento naquele local da rua, e dia 04/09 foi providenciada uma cobertura de proteção temporária na calçada onde a situação dos raios é mais crítica, a fim de poupar os pedestres e o comércio da região, em compensação quem trabalha no prédio vai torrar...

Dias antes da colocação da cobertura, como uma forma de protesto bem-humorado, um repórter do jornal londrino City A.M. pegou uma frigideira e fritou um ovo com o calor dos raios refletidos pelo prédio. E ele ainda colocou o ovo em um pão e comeu. O prédio, forrado de janelas de vidro, teria refletido os raios do sol de maneira tão concentrada e intensa que criou um raio capaz de derreter até a lataria de um carro. Na matéria abaixo, um cidadão fritou até um ovo no local:


Um termômetro, colocado no chão na área do raio mortífero, mostra que as temperaturas no local chegam a 70ºC, mas há outros registros que chegam a 92.8ºC.


Enquanto ninguém oferece uma solução para o problema, fica cada vez mais difícil para os londrinos que trabalham na área irem trabalhar de terno e, no inverno, pode ser que alguma outra área na região fique mais quentinha do que o resto da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de se expressar!
Sua opinião é muito importante para nós.