sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Síndrome rara leva homem a produzir álcool no próprio intestino


Começa parecendo uma anedota e termina como um relato médico de deixar os fãs de cerveja querendo uma infecção: um cervejeiro de 61 anos chega a uma emergência médica no Texas se dizendo enjoado. Os médicos desconfiam, aplicam o teste do bafômetro e o equipamento detecta a taxa de 0,37% de álcool no sangue do sujeito embriagado, que jura não ter ingerido uma gota de álcool sequer desde que acordou.

O desfecho é inacreditável. A esposa, que já acompanhava os enjoos do marido havia tempo, disse que ela mesma tinha um bafômetro para lidar com suas bebedeiras espontâneas. A chefe de enfermagem Barbara Cordell e o gastrenterologista Justin McCarthy desconfiaram e colocaram o homem em isolamento, vai que o homem era um alcoólatra que disfarçava o problema.

Foi só depois que o paciente isolado recebeu comida, e os médicos viram o bafômetro indicar novamente que havia álcool naquele corpo, que os médicos realizaram exames e apontaram: o sexagenário era uma cervejaria ambulante, graças à abundância de levedura em seu intestino.

A infecção com o fungo Saccharomyces cerevisiae, usado tanto em pães quanto em cerveja, fermentava os açúcares do que quer que o homem comesse. Pesquisas comprovam que a levedura pode se instalar no intestino e inclusive reproduzir-se ali. A síndrome de fermentação intestinal, ou "auto-brewery syndrome" ("síndrome da autocervejaria", em tradução livre), foi descrita meses atrás no Journal of Clinic Medicine.

Para solucionar o problema, o homem tomou um fungicida que, acompanhado por uma dieta pobre em carboidratos, solucionou o problema.

Fonte: http://bizarroeestranho.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de se expressar!
Sua opinião é muito importante para nós.